Caraíva não autoriza festas e shows que destruam o ecossistema do vilarejo

Caraíva, rio, mar-L.png
cartaz festas.png
 

Em 2017, a Comunidade não autorizou a filmagem em Caraíva da próxima novela das 9h da Globo, para preservar o meio ambiente, a sustentabilidade e a qualidade de vida no vilarejo. A Globo entendeu e procurou outro lugar. Hoje, para tentar reverter as consequências desastrosas da superlotação do verão 2017/2018, a Comunidade de Caraíva unida decidiu não autorizar as festas e shows programados no verão 2018/2019, anunciados e vendidos nas redes sociais sem que seus produtores entrassem em contato com a Comunidade nem ter obtido qualquer autorização previa.

  PDF  

1. Relatório da reunião do dia 24 de outubro de 2018 na Vigilância Sanitária entre o Conselho Comunitário e Ambiental de Caraíva, Moradores de Caraíva, o Ministério Público e os órgãos responsáveis da fiscalização dos eventos públicos sonorizados. De acordo com as declarações dos responsáveis do Corpo de Bombeiros, da Vigilância Sanitária e da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, fica claro que não existe possibilidade legal de autorizar os eventos em questão na situação atual.

  PDF  

2. Caraíva- Riscos da superlotação: poluição, contaminação e doenças contagiosas, carta do Conselho Comunitário e Ambiental de Caraíva 

ao Poder Público (13/10/2018) assinada pelos 22 membros do Conselho e apoiada através um abaixo assinado por mais de 100 moradores.

  PDF  

3. Laudo do Médico de Caraíva Marcelo Ribeiro da Silva (13/10/2018) sobre a situação sanitária crítica do vilarejo devida a poluição da superlotação.

  PDF  

4. Relatorio hidrogeológico sobre a contaminação do lençol freático e do rio Caraíva - Resumo

  PDF  

5. Pelo respeito da tranquilidade da beira da praia de Caraíva, abaixo assinado por 77 casas e pousadas vizinhas dos eventos programados na praia.

  PDF  

6. Limite máximo do som em Caraíva (09.06.2018), decisão unánima do Conselho Comunitário e Ambiental, em acordo com as leis e normas federais.

  PDF  

7. Nota de Repudio da Associação dos Nativos de Caraíva reunida no dia 27 de outubro 2018 na sede da ANAC, avisando que a realização das festas e shows programados em Caraíva para o verão 2018/2019 sem ter consultado a Comunidade, não irão acontecer. A nota foi aprovada por 100 "Nativos".

O Poder Público informou os produtores dos shows e festas não autorizados programados em Caraíva para o verão 2018/2019 que estes eventos não poderão acontecer. Para evitar transtornos e assegurar a paz pública em Caraíva, os produtores tenham a responsabilidade de avisar com antecendência o público, nas redes sociais e internet, lá onde os eventos foram anunciados.

 
2018.10.13 CCAC Riscos da superlotação-a
 
 
 

Relatório hidrogeológico do solo de Caraíva - Integral (161 paginas com anexos)

 
 
 
NOTA DE CARAIVA - ANAC.jpg

© 2018 Conselho Comunitário e Ambiental de Caraíva

  • w-facebook
  • Twitter Clean